Wesceslau, Gerônimo, e empresários

Foi com o objetivo de discutir as demandas do setor empresarial de Itabuna que o pré-candidato a deputado federal Wenceslau (PCdoB) se reuniu com o pré-candidato ao governo do Estado, Jerônimo Rodrigues (PT) e empresários da cidade, no último sábado (04/06), em Itabuna. "Nós precisamos de um novo centro industrial, da ampliação do centro industrial de Itabuna. Temos gás, temos água, temos Internet, temos rodovia, mas não temos uma área para atrair indústrias, o que é fundamental em um território como esse”, pontuou Wenceslau.

Segundo ele, com a chegada do Porto Sul é necessário ter um grande centro logístico na região. “Itabuna é cortada por duas BRs, a 101 e a 415, então é o lugar ideal para que se tenha um centro de logístico para dar suporte a toda a movimentação que vai ocorrer a partir da ferrovia e do porto”, observou o pré-candidato a deputado federal. Os empresários também destacaram a importância de se ter um representante da classe na Câmara Federal. "Somos pequenos empresários e não temos nenhum atendimento, ninguém para recorrer. Tenho saudades do tempo de Lula, quando abri o meu comércio e tive um respaldo financeiro; e hoje, a gente busca ajuda e não temos nenhuma pessoa do governo federal ao nosso lado", afirmou o empresário Chico Bateria.

Na ocasião, os empresários entregaram a Jerônimo Rodrigues, um documento com sugestões de políticas públicas para o fortalecimento dos setores econômicos na região. "Entendemos que Itabuna irá crescer ainda mais com parcerias. Nós temos que continuar crescendo e oferecendo o que há de melhor para a nossa comunidade", destacou o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Itabuna, Carlos Leahy.

Jerônimo Rodrigues recebeu o documento na presença dos senadores Jaques Wagner e Otto Alencar, e ressaltou que, a região precisa de um governo que pense grande e junto com o povo. "Recebi um documento propositivo para compor meu programa de governo, com idéias, estratégicas e ações mais infraestruturantes, nas estradas, aeroportos, Internet, água e Porto Sul. A equipe de trabalho vai se encontrar com a equipe desses empresários para poder preparar o que existe de complementaridade para que a gente possa acolher isso. Nós temos um empresariado aqui inteligente, com a capacidade muito forte de pensar para frente. É uma região grandiosa e, por isso, o governo tem que pensar grande: o governo do Estado da Bahia e o governo federal", finalizou o pré-candidato ao governo da Bahia.

ACM Neto: 67 pontos na pesquisa.

Pré-candidato ao governo da Bahia, ACM Neto (União Brasil) evitou dar demonstrações de apoio a Lula (PT) ou a Bolsonaro (PL), elogiou Ciro Gomes (PDT) e disse que não vai dar palanque a nenhum candidato durante a campanha, nem mesmo de seu partido. As falas foram feitas durante sabatina UOL/Folha realizada hoje. Sobre Lula e Bolsonaro, ele disse que nenhum dos dois projetos é o de seus sonhos, mas ainda não viu competitividade nos nomes da terceira via.

Aqui na Bahia fica esse pingue-pongue. De um lado a turma ligada a Bolsonaro fica argumentando que tenho conversa com PT, do outro lado a turma do PT fica me acusando de ter conversas com Bolsonaro. Na verdade ambos estão errados", afirmou. "Tenho um arco de alianças a partir de diversos partidos que tem diversos pré-candidatos à Presidência da República", disse, citando a possibilidade de ter dez partidos em sua coligação, inclusive o PDT de Ciro Gomes, que ACM Neto elogiou. "Eu tenho uma relação histórica com ele, eu sempre disse da minha admiração e carinho. Ciro é uma pessoa que tem elevado o espírito público, já deu importantes contribuições ao país e ajuda muito no debate eleitoral”.

"Eu não tenho obrigação de dar palanque a ninguém. Tenho o dever de respeitar os partidos que estão comigo. A minha posição será de deixar todo esse palanque aberto e de dar condições aos partidos de seguirem sua linha nacional aqui na Bahia."

Lula ou Bolsonaro? Nenhum dos dois é o projeto dos meus sonhos, reflete o que desejo para o Brasil. A questão é: teremos uma alternativa a um dos dois?".

A senadora Simone Tebet (MDB) deverá liderar
a candidatura da 3a. via com apoio de outros partidos.

O presidente nacional do MDB anunciou nesta terça-feira que a pré-candidatura presidencial da senadora Simone Tebet (MDB-MS) tem o apoio de 90% da cúpula do partido. A declaração ocorreu após uma reunião da executiva nacional ocorrida na sede da sigla, em Brasília.

—- Nós garantimos (que Tebet estará nas urnas). Hoje mais de 90% do MDB e dos convencionais declararam apoio à candidatura de Simone Tebet — afirmou o presidente do Partido.

O dirigente disse que saiu do encontro "convicto" e "empolgado" de que a senadora será confirmada como a candidata da chamada terceira via, unificando apoios do PSDB e do Cidadania, que ainda precisam referendar o nome dela em suas respectivas cúpulas partidárias.

A pré-candidatura do presidente do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) de Itabuna, Wenceslau Júnior, a deputado federal será lançada nesta sexta-feira (20/05), às 18h, no Clube AABB, em Itabuna. Ele será o único candidato da região a concorrer ao cargo ao lado ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva. “Na região, sou a única conexão do nosso território com as propostas de Lula. É fundamental termos um representante na Câmara Federal para auxiliar o presidente na missão de transformar o Brasil em uma nação digna e inclusiva. Não podemos ficar nas mãos dos deputados do ‘centrão’, que só conhecem a política do toma lá dá cá”, declara.

Engajado em causas como inclusão social, educação pública, combate à fome, desemprego e inflação, ele afirma estar pronto para ajudar Lula a reverter algumas privatizações, a lei do teto de gastos (PEC do fim do mundo), bem como as reformas trabalhista e previdenciária que trouxeram enormes prejuízos aos trabalhadores e trabalhadoras. Também está na agenda a luta pela Reforma Agrária, a preservação do Meio Ambiente, o primeiro emprego, a defesa da igualdade racial e de gênero, a liberdade religiosa e a diversidade como um todo.

“Vivemos em uma região que possui inúmeras potencialidades como o turismo, a agroecologia, o comércio e os serviços, porém, embora reconheça o esforço empreendido pelos governos de Jacques Wagner e Rui Costa, a completa ausência de políticas públicas estruturadas pelo desgoverno Bolsonaro, deixa uma lacuna a ser preenchida por Lula para assegurar o desenvolvimento local sustentável. O desenvolvimento regional com a geração de emprego e renda, pautado em pesquisa e inovação, fortalecendo as universidades públicas é um grande desafio”, observa Wenceslau Júnior.

Ele se compromete a atuar com responsabilidade e transparência nos desafios a serem enfrentado no processo de luta contra o bolsonarismo e fascismo, assegurando às prerrogativas do povo, com indispensável diálogo entre os Poderes (executivo e legislativo). “Estarei no time de Lula, Jerônimo e Otto para mudar o Brasil e manter a Bahia no rumo certo”, afirma, enfatizando que o desafio de defender a democracia nunca foi tão atual e intenso como hoje.

Advogado e professor da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Wenceslau Júnior, sempre lutou por Justiça e defesa do próximo, enfrentando, de forma altiva, os inúmeros desafios. “Vamos recolocar o Brasil nas mãos dos Brasileiros e Brasileiras, substituir o ódio pelo amor, a violência pela paz, o preconceito pelo acolhimento, a morte pela vida, o egoísmo pelo espírito colaborativo, o individualismo pela solidariedade ativa, o medo pela confiança de que é possível transformar o país em um lugar melhor para se viver”, garante o pré-candidato, que vai caminhar lado a lado com Lula no restabelecimento, desenvolvimento e fortalecimento do país, buscando também otimizar orçamentos e pautas em prol do Estado da Bahia.

Com mais de 30 anos de experiência na política baiana, ele acumula ao longo de sua carreira, diversas funções públicas, por isso saberá colaborar com as mudanças necessárias para a verdadeira transformação do Brasil. “Na Câmara Federal poderei ajudar a devolver o país ao povo brasileiro. Lá, teremos subsídios para acabar com a fome e a miséria, restabelecendo os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras”, explica.

Casado e pai de um jovem de 25 anos, Wenceslau Júnior, tem como base a sua família. “Todo indivíduo provém de uma família, que é a instituição transmissora de valores. É nela que renovo minhas forças e projeto o sonho de ver o Brasil melhor, edificado com pessoas livres da fome e da miséria”, conta. A trajetória profissional inclui a primeira suplência de vereador de Itabuna em 2001 a 2004, vereador em 2005 a 2008 e 2009 a 2012, primeira suplência de deputado estadual em 2011 a 2014, vice-prefeito e secretário de Planejamento em 2013 a 2016. Hoje atua como chefe de gabinete do diretor presidente da BAHIAGÁS, além de cursar o Mestrado em Direito, Governança e Políticas Públicas pela UNIFACS. (Ascom/PCDOB)

Seguindo uma lista de reformulações em seu Secretariado, o Prefeito Augusto Castro (PSD) nomeou o auditor-fiscal da Secretaria Municipal da Fazenda e Orçamento, José Raimundo Araújo, como titular da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Emprego e Renda (SICER).

José Raimundo substituirá o vereador Ricardo Xavier, que esteve à frente da pasta desde o início do mandato do prefeito Augusto Castro, no qual agradeceu pelo brilhante trabalho, cooperação e empenho.

Nesta sexta feira dia, 06 Ricardo Xavier tomou posse na Câmara de Vereadores no lugar do Edil Marcelo Souza, que estava no Legislativo a mais de 1 ano. O prefeito também confirmou o nome do ex-vereador Júnior Brandão para ocupar o cargo de Secretário de Educação no lugar da advogada Janaína Araújo.

COMENTE, FALE, ASSISTA, ACOMPANHE...