Agronegócio representa 23% da economia baiana

Cerca de 23,4% da economia baiana vem do agronegócio. Esta é a participação do setor no produto interno bruto total do estado. O dado faz parte do mais recente levantamento da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI).

Os números do PIB têm como base o primeiro semestre deste ano, mas serão consolidados apenas em 2021. O que já se sabe é que o PIB do agronegócio baiano gerou cerca de R$ 33,3 bilhões nos primeiros seis meses deste ano. O volume é dois pontos percentuais maior do que no mesmo período do ano passado, quando o agronegócio representou 20,4% do PIB da Bahia. 

O aumento da participação do agronegócio na economia baiana se deve aos preços de alguns produtos, que alcançaram desempenho superior ao restante da economia, e à sazonalidade da agropecuária baiana, que tem boa parte da produção concentrada entre abril e junho. 

Ano passado, o PIB do agronegócio atingiu R$ 61 bilhões, ou seja, cerca de um quinto de tudo o que foi produzido no estado. 

PIB do Agronegócio representa 23,4% do produto interno bruto da Bahia. Setor gerou R$ 33,3 bilhões de reais no primeiro semestre deste ano. (Foto: Abacafé)

Levando em consideração apenas a produção básica no campo, o PIB agropecuário representa 7,2% do produto interno bruto estadual. A lavoura e a pecuária geraram R$ 17,9 bilhões para a Bahia em 2018.

“Os volumes produzidos foram imensos, mas houve uma leve redução em relação aos anos anteriores por causa do contexto de mercado. Alguns cultivos caíram de preço, como a soja, que teve as cotações puxadas para baixo no mercado internacional”, explica o economista.

 

COMENTE, FALE, ASSISTA, ACOMPANHE...

Console de depuração do Joomla!

Sessão

Informação do perfil

Memória Utilizada

Consultas ao banco